Estudo comparativo de preparações orais sólidas contendo carbamazepina: teste e perfil de dissolução

O presente trabalho teve como principal objetivo comparar a qualidade de preparações orais sólidas contendo carbamazepina na dosagem de 200 mg, através do Estudo de Perfil de Dissolução Comparativo. Foram incluídos no estudo dois lotes de cada fabricante para os medicamentos de referência (R1 e R2), genérico (G1 e G2) e similar (S1 e S2) e dois lotes de cápsulas manipuladas (M1 e M2). As propriedades físico-químicas foram avaliadas quanto ao peso médio, teor de fármaco, teste de dissolução, perfil de dissolução e eficiência de dissolução. Em seguida, foram considerados os valores calculados do fator de semelhança (f2) para o perfil de dissolução comparativo da forma farmacêutica comprimido. De acordo com os resultados obtidos, verificou-se que lotes testados estão em conformidade com as especificações estabelecidas pela Farmacopeia Brasileira 5a edição. Todos os lotes testados, exceto G2, apresentaram maior eficiência de dissolução que os lotes do medicamento de referência. Pelos resultados obtidos, o lote G2 não apresentou equivalência farmacêutica ao medicamento de referência.

2012 – Artigo dissolução carbamazepina – RBF.pdf