Delivering Resveratrol on the Buccal Mucosa Using Mucoadhesiven Tablets: A Potential Treatment Strategy for Inflammatory Oral Lesions

Introdução: O resveratrol é um composto fenólico que ganhou força na terapêutica nos últimos anos.

Objetivo: Neste estudo, foi pressuposto que o resveratrol poderia atuar profilaticamente e /ou tratar lesões inflamatórias da cavidade oral após ser entregue por duas formulações diferentes de comprimidos bucais mucoadesivos (F1 e F2, que diferem em termos de agentes de viscosidade utilizados).

Métodos: Esta hipótese foi avaliada através de estudos de permeação, para verificar a difusão do fármaco através da mucosa bucal, utilizando um modelo porcino para predizer o comportamento humano in vivo.

Resultados: O F2 (comprimido com menor viscosidade) apresentou melhor permeação que o F1, mas a quantidade de fármaco que atravessou a mucosa ainda foi baixa quando comparada com a quantidade retida dentro dele (35,90 μg encontrado no meio receptor e 15,63 mg quantificados na mucosa).

Conclusão: Isso foi responsável por um efeito local em vez de sistêmico, o que é desejável para processos locais, como mucosite oral, líquen plano, eritema multiforme, estomatite nicotínica, estomatite aftosa recorrente, entre outros. Nesse sentido, comprimidos mucoaderentes carregados com resveratrol parecem ser uma alternativa proeminente para prevenir e/ou curar lesões inflamatórias da cavidade oral.

2017 – Artigo comprimido mucoadesivo – CDD.pdf