Ex vivo Skin Permeation Evaluation of An Innovative Transdermal Vehicle Using Nimesulide and Piroxicam as Model Drugs

Introdução: As formas farmacêuticas transdérmicas apresentaram uso limitado por muito tempo, pois acreditava-se que o estrato córneo, camada mais externa da epiderme, inviabilizava a permeação de medicamentos através da pele. Estudos explorando esta área surgiram com estratégias para superar essa barreira; por exemplo, criando um veículo transdérmico para facilitar a absorção do medicamento.

Objetivo: Este estudo teve como objetivo avaliar um novo veículo transdérmico através da comparação do seu perfil de permeação e do perfil de produtos comerciais, utilizando nimesulida e piroxicam, anti-inflamatórios não esteroidais.

Métodos: Quatro produtos diferentes foram avaliados, nimesulida e piroxicam compostos com o novo veículo (emulsão) e géis comerciais de nimesulida e piroxicam. Foram realizadas experiências de permeação ex vivo utilizando equipamentos de difusão celular do tipo Franz, e pele humana como membrana. Para avaliação das concentrações de insumos farmacêuticos ativos permeados, realizamos a quantificação a partir da solução receptora, estrato córneo e epiderme + derme viáveis, por meio de análises cromatográficas líquidas de alta performance.

Resultados: O novo veículo promoveu maior permeação de insumos farmacêuticos ativos através da epiderme e derme viáveis, quando comparados aos produtos comerciais, mas o estrato córneo continuou a manter a maior retenção.

Conclusão: O dispositivo inovador foi capaz de melhorar a absorção transdérmica de componentes farmacêuticos a partir das fórmulas compostas, demonstrando assim a sua capacidade de melhorar a permeabilidade de produtos farmacologicamente ativos por utilização transdérmica.

2017 – Artigo permeação AINES – CDD.pdf