GREEN TEA IN TRANSDERMAL FORMULATION: HPLC METHOD FOR QUALITY CONTROL AND IN VITRO DRUG RELEASE ASSAYS

Foi desenvolvido e validado o método analítico baseado na cromatografia líquida de fase reversa (RP-HPLC) para uso no controle de qualidade do chá verde em uma formulação semissólida e para liberação in vitro de drogas ensaio. O método foi preciso (CV < 5%), exato (recuperação entre 98% e 102%), linear (R2 > 0,99), robusto e específico para a determinação de epigalocatequina 3-galato (EGCG), cafeína (CAF) e ácido gálico (GA). Em uma câmara de difusão, a taxa de liberação de EGCG foi 8896,01 μg cm − 2. Estes dados demonstram que o EGCG será capaz de exercer sua atividade sistêmica quando entregue através da formulação transdérmica, devido às suas boas taxas de fluxo com a membrana sintética.

2014 – Artigo drug release – chá verde – QN.pdf