Stability of Alprazolam, Atropine Sulfate, Glutamine, Levofloxacin, Metoprolol Tartrate, Nitrofurantoin, Ondansetron Hydrochloride, Oxandrolone, Pregabaline, and Riboflavin in SyrSpend SF pH4 Oral Suspensions

O objetivo deste estudo foi avaliar a estabilidade de 10 insumos farmacêuticos ativos comumente compostos em suspensões orais usando um veículo de suspensão (SyrSpend SF PH4): alprazolam 1,0 mg/mL, sulfato de atropina 0,1 mg/mL, glutamina 250,0 mg/mL, levofloxacina 50,0 mg/mL, tartarato de metoprolol 10,0 mg / mL, nitrofurantoína 2,0 mg / mL, cloridrato de ondansetron 0,8 mg / mL, oxandrolona 3,0 mg/mL, pregabalina 20,0 mg/mL, riboflavina 10,0 mg/mL. Todas as suspensões foram armazenadas e refrigeradas a (2 a 8°C) e temperatura ambiente controlada (20 a 25°C). A estabilidade foi avaliada medindo a porcentagem de recuperação em pontos de tempo variáveis ao longo de um período de 90 dias. A quantificação dos ingredientes farmacêuticos ativos foi realizada por cromatografia líquida de alta eficiência, através de um método indicador de estabilidade. Dada a porcentagem de recuperação dos insumos farmacêuticos ativos dentro das suspensões, a data de uso dos produtos finais (insumos farmacêuticos ativos + veículo) foi de pelo menos 90 dias para todas as suspensões em relação a ambas as temperaturas. Isto sugere que o veículo é estável para a composição de insumos farmacêuticos ativos a partir de diferentes classes farmacológicas.

2017 – Artigo SyrSpend 7 – IJPC.pdf